Categorias Saúde

O que é vertigem? | Perda de equilíbrio e suas consequências

Se você esteve em sua cama olhando para cima ou fez um movimento desconhecido para seu corpo e o mundo começou a se mover freneticamente ao seu redor, como um carrossel, ou se talvez você não conseguisse manter o equilíbrio de repente, você provavelmente já viveu em própria carne que produz vertigem. Quando recorremos ao dicionário para tentar saber o que é vertigem, nos deparamos com a apresentação de uma sensação ilusória de que coisas externas estão girando ou se movendo em torno de nós , ou de que é você quem está girando no espaço.

Entre os mistérios mais curiosos do corpo humano , esses episódios desagradáveis ​​costumam durar em média um minuto, embora haja casos crônicos em que podem durar horas e até dias. Episódios de vertigem geralmente estão associados a uma alteração nos órgãos do ouvido, responsáveis ​​pela regulação do equilíbrio . Eles também podem se originar como consequência de um desequilíbrio no sistema nervoso central.

Quais são os seus sintomas?

Ao falar sobre o que é vertigem, devemos aprofundar os sintomas que nos permitem identificá-la e saber distingui-la de uma simples tontura. Um episódio desse tipo gera no ser humano uma sensação semelhante à de cair no vazio. Além disso, de acordo com o nível de intensidade com que é experimentada, o seguinte pode ser adicionado às sensações produzidas pela vertigem:

  • Sensação de perda auditiva, ou seja, diminuição do sentido de audição.
  • Movimento brusco e involuntário dos olhos , conhecido como nistagmo.
  • Perda de força corporal e uma sensação de fraqueza geral.
  • Alterações no equilíbrio . Dificuldade em ficar em pé.

As causas da vertigem

Esta doença é uma das mais frequentes na população. O último censo sobre o assunto indica que 80% da população humana já sofreu pelo menos um episódio de vertigem na vida. Em pessoas com mais de 60 anos, essa patologia pode ser exacerbada. Acredita-se que a vertigem pode afetar até 30% desse grupo populacional. Embora geralmente seja minimizado, é importante tomar conhecimento desses episódios e comparecer a uma consulta médica, caso ocorram. Não só é desequilibrado que causa vertigem, mas pode até mesmo causar inconsciência ou derrames.

Quando falamos sobre o que é vertigem e quais as causas que a geram, nos deparamos com a produção de resíduos que se encontram nos nossos ouvidos, sobre cuja prevenção existe um grau significativo de desinformação. Alguns chamam esse fenômeno de “rochas auriculares”, que se movem de uma parte do ouvido interno para outra. Seu nome científico é otocônia e eles são cristais de carbonato de cálcio que deveriam estar ligados a uma parte do ouvido interno chamada utrículo. O problema ocorre quando essas rochas são liberadas e vão para os canais semicirculares. É por isso que, quando você move a cabeça de maneira descuidada ou agressiva, os cristais se movem para dentro do canal e produzem os sintomas de vertigem.

Fatos importantes sobre o que é vertigem

  • Os movimentos que desencadeiam os episódios de vertigem são geralmente rolar na cama ou ir da posição deitada para a posição sentada. Também jogue a cabeça para a frente para olhar para baixo ou jogue a cabeça para trás.
  • Essa sensação tem origem e epicentro no ouvido e, embora na maioria das pessoas os sintomas que causam a vertigem só sejam sentidos em um dos ouvidos, há momentos em que pode afetar os dois órgãos.
  • Existem dois tipos de vertigem: objetiva e subjetiva. No caso do primeiro, o paciente apresenta evidências clínicas de sua incapacidade de manter o equilíbrio, que pode variar desde a impossibilidade total de manter a postura desejada, até a apresentação de patologias como a marcha instável. A vertigem subjetiva refere-se à sensação pessoal de desequilíbrio e não se traduz em perda de estabilidade clinicamente manifesta.
  • O ser humano tem três pontos de equilíbrio: nos olhos, nas orelhas que nos mantêm contrabalançados e nas pernas que nos mantêm eretos. Eles enviam mensagens para o tronco cerebral. Quando há um distúrbio ou as rochas se espalham afetando o ouvido, uma mensagem de erro é transmitida e a vertigem é causada.
  • A vertigem não pode ser subestimada ou negligenciada, pois pode ser incapacitante. A sua imprevisibilidade significa que envolve uma deterioração considerável da qualidade de vida de quem a sofre, uma vez que pode surgir tanto de dia como de noite, em repouso, a trabalhar ou mesmo a conduzir, e muitas vezes sem sinais de aviso.
  • Um dos elementos mais preocupantes sobre o que é vertigem é o fato de ser um agente desencadeador de episódios depressivos . O fato de a pessoa que sofre sentir sua qualidade de vida afetada nas atividades mais rotineiras e simples, pode ter um impacto negativo no seu humor e saúde mental.

Tratamento para controlar

O que produz vertigem é uma sensação de desconforto e desequilíbrio que afeta nosso dia a dia, nossas atividades diárias e, portanto, a qualidade de vida. Nesse sentido, se já teve um episódio de vertigem, é fundamental que não o subestime e procure ajuda médica. O especialista fará uma série de testes e exames físicos para determinar a causa dos episódios. Feito o diagnóstico, ele estabelecerá um tratamento para erradicar a vertigem em suas raízes. Terapias de movimento, como fisioterapia ou manobras de Epley, costumam ser muito eficientes nesse aspecto.

Mas se o que produz vertigem gera uma sensação de desconforto que você não sabe como controlar, é importante que saiba como reagir. A evolução do ser humano também trouxe o desenvolvimento dos mais diversos tratamentos, mas neste caso, as dicas mais simples podem ajudá-lo a se sentir melhor. Vamos ver o que você deve fazer antes de um episódio de vertigem:

  • Encontre um lugar para sentar ou deitar-se confortavelmente. Ficar em pé pode colocar você em risco de quedas.
  • Fixe seu olhar em um objeto ou ponto específico que não está se movendo e permaneça assim até o episódio passar.

Você já teve um episódio de vertigem? Como você superou isso? Lembre-se de que é uma sensação anormal, que você deve tratar com a ajuda de seu médico de confiança. Lembre-se de que, como diz o empresário e motivador americano Jim Rohn, em uma das frases mais famosas sobre saúde o melhor conselho é: “Cuide do seu corpo; é o único lugar que você tem para morar. “

Compartilhar
Gilvan Alves

23 Anos de idade, Técnico em Rede de Computadores, Sempre em busca de aprender algo novo todos os Dias!

Este site usa cookies.