As plantas retêm o solo ou é o contrário?

4 meses ago
246 Views
As plantas retêm o solo ou é o contrário?

As plantas retêm o solo e o solo retém as plantas. Como tal, eles vivem em um relacionamento mutuamente benéfico que promove a fertilidade do solo e a nutrição das plantas.

Você se lembra daqueles pôsteres de ‘salvar o meio ambiente’? Bem, na maioria dos casos, essa missão pode ser concluída plantando mais árvores, pois elas retêm o solo. Portanto, sempre que ocorrem fortes tempestades ou inundações, o dano é controlado.

Loading...
No entanto, você já pensou em como as plantas são capazes de reter o solo? E se for realmente o solo que contém as plantas?

O truque nesta questão é como ela foi proposta. As plantas mantêm o solo junto com suas raízes. Dessa forma, o solo é capaz de permanecer em um local, mas, ao fazê-lo, continua a beneficiar a planta, pois fornece nutrição completa, que pode ser absorvida pelas raízes. Por sua vez, podemos inferir que o solo fornece uma base à planta e, em seguida, mantém a planta em posição. Portanto, é um relacionamento mutuamente benéfico, onde ambos se apegam!

Vamos começar com o básico.

Sistemas de brotação e raiz de uma planta

Uma planta consiste no sistema de brotação e no sistema radicular.

A filmagem recebe esse nome porque dispara do chão. Por outro lado, o sistema radicular desce ao solo. Todas as partes “bonitas” da planta são visíveis no topo, acima do solo. Isso inclui o caule, que às vezes pode ser espinhoso, folhas de todos os tipos diferentes e flores emitindo belas fragrâncias.

Por outro lado, as raízes agem como primos silenciosos da família das plantas e, sendo positivamente geotrópicas, geralmente se escondem sob o solo!

estrutura da flor, diagrama vetorial (Nikitina Olga) s

A parte aérea e a raiz de uma planta (Crédito da foto: Nikitina Olga / Shutterstock)

Como uma planta retém o solo?

Antes de aprofundar nesta questão, imagine um cenário. O que acontece quando você colhe uma planta do solo? Você, sem dúvida, verá pedaços de solo aderidos às raízes desta planta. É exatamente por isso que a melhor maneira de evitar a erosão é plantando mais árvores! As raízes mantêm o solo no lugar e, ao fazê-lo, protegem o solo superficial de ser lavado durante as inundações.

A vida de uma planta começa com uma semente, que é colocada no solo. Quando ocorrem condições favoráveis, como umidade e nutrientes suficientes, a planta começa a crescer. O rebento começa a se desenvolver através da pluma, que por si só é rudimentar. Para as raízes, o radículo faz o mesmo trabalho. Uma vez que a planta entra na fase de crescimento, continua a derivar sua nutrição de sua vizinhança imediata, que é o solo!

Através de vários ciclos biogeoquímicos que ocorrem em nossa biosfera, muitos elementos se difundem no solo na forma de íons. Por exemplo, através do ciclo do nitrogênio, os íons nitrogênio e oxigênio chegam ao solo. Através do ciclo do carbono, os íons carbonatos penetram no solo, auxiliados pela morte e decomposição da matéria orgânica. Vários desses íons são absorvidos pelas raízes para o crescimento e manutenção da planta.

As mudas estão crescendo a partir do solo rico (kram9) s

Uma planta em seu estágio inicial de crescimento (Crédito da foto: kram9 / Shutterstock)

Como a planta requer nutrição, garante que o sistema radicular esteja bem desenvolvido. A longo prazo, raízes bem desenvolvidas também podem ser um resultado evolutivo. Quando uma planta atinge um certo nível de crescimento, você também poderá detectar um sistema radicular sólido! Isso significa que, para garantir futuras necessidades nutricionais, as raízes mantêm o solo no lugar. É por isso que você não vê plantas crescendo do nada!

Como o solo retém as plantas?

O solo fornece um local para a planta crescer. Sem uma base e um local para a extração de nutrientes, nenhuma espécie seria capaz de sobreviver neste planeta! O solo, sendo uma fonte de minerais e água, atua como uma necessidade básica da planta. Ele também fornece à planta uma plataforma na qual florescer.

Relação simbiótica

Até peixes enormes nadando nos oceanos obtêm sua nutrição comendo peixes pequenos. Os pardais comem vermes do chão e árvores para sua nutrição. É exatamente assim que o solo suporta a planta, embora esse tipo de suporte seja um pouco diferente dos exemplos acima. Podemos chamar de interação simbiótica. Veja bem, o peixe grande mata o peixe menor, como é o caso do pardal e dos vermes. No entanto, o solo beneficia a planta, fornecendo amplos nutrientes para seu crescimento contínuo e nunca a mata. Sem o solo, uma planta nunca iria crescer. Por outro lado, a planta ajuda a reter o solo pela colocação de suas raízes.

Culturas de milho crescendo no campo (igorstevanovic) s

Solo fértil suporta o crescimento das plantas (Crédito da foto: igorstevanovic / Shutterstock)

Esse caminho no qual ambas as partes se beneficiam é chamado de relacionamento simbiótico. A planta recebe um endereço, enquanto o solo ganha uma distinção de ser “fértil”.

Conclusão

A resposta para a pergunta sobre quem detém o que foi resolvido aqui. Tanto o solo quanto as raízes se abraçam para se apoiar. Sem as plantas, o solo não floresceria. Seria lavada com água da chuva ou levada pelos ventos fortes. Sem o solo, as plantas não teriam nada para obter sua nutrição. Como tal, ele precisa segurar o solo ou então se sujeitar à destruição!

É engraçado como a relação entre solo e plantas pode nos ensinar muito sobre coexistência, não apenas nas ciências puras, mas em todos os outros aspectos de nossa vida. “Viva e deixe viver” é um mantra de apoio mútuo e convivência que deve ser atraente para todos!

Referências:

1. NationalGeographic
2. ScientificAmerican
3. Socratic

Gostou? Compartilhe com seus Amigos...
<
Loading...
Comments

Deixe seu Comentário