Por que a raiva nos animais causa medo de água?

2 meses ago
148 Views
Por que a raiva nos animais causa medo de água?

Um sintoma da raiva é o medo da água. Esse medo é causado pela incapacidade do paciente de engolir líquidos, pois os músculos que controlam essa ação podem ficar paralisados.

A cena é familiar. Um cão raivoso aterroriza uma cidade sonolenta e as crianças são levadas para dentro de suas casas. Ninguém deixa o cachorro chegar muito perto. Sua boca está aberta, saliva pingando, dentes à mostra, músculos tensos e olhos vermelhos. Sua loucura está levando-o a morder e rasgar qualquer um que se aproxime.

Loading...
A causa desse comportamento é o vírus da raiva. Esse pequeno vírus de RNA de 5 genes e 12 kbp causa “insanidade” em suas vítimas, tudo no esforço de entrar em outro hospedeiro. Os sintomas da raiva não aparecem imediatamente, pois há uma janela de um mês ou dois chamada período de incubação. Depois disso, aparecem sintomas semelhantes aos da gripe. Há uma sensação de formigamento perto da picada, que pode durar uma semana. Os sintomas da fase posterior são aqueles que comumente associamos à raiva – agressão, hiperatividade e hidrofobia. A questão é … por que e como o vírus faz isso?

Lyssa, Hidrofobia e Raiva:

Culturas antigas, como gregos e romanos, conheciam bem a raiva. Os gregos o conheciam como Lyssa (raiva) ou hidrofobia (medo da água). Os romanos chamavam de raiva, depois da palavra latina rabere, que significa raiva. Os gregos e os romanos não conheciam nenhuma outra doença que manifestasse tanta loucura. 

Um cão com raiva e um detalhe de seu crânio

Uma descrição de um cão com raiva em um texto antigo. (Crédito da foto: Wellcome Images / Wikimedia Commons)

Não havia cura ou tratamento para a raiva até Louis Pasteur entrar em cena. Ao longo de uma série de experimentos, Pasteur conseguiu enfraquecer a virulência do vírus até que fosse seguro o suficiente para funcionar como uma vacina. Em 6 de julho de 1885, Joseph Meister, um menino de 9 anos mordido por um cão raivoso, foi levado a Pasteur. Desde então, a vacinação contra a raiva salvou inúmeras vidas. 

Brain Games

Como qualquer outro vírus, a raiva usa outras células como fábricas. Invade células e usa sua maquinaria celular para se replicar. Os novos vírus se libertam, rasgando a célula e se espalhando para fora, infectando mais células. Os sintomas durante os estágios iniciais da doença são semelhantes aos da gripe, incluindo febre, calafrios e fadiga. A essa altura, o vírus conseguiu atingir a medula espinhal e o cérebro, momento em que começa a causar estragos no cérebro. 

O cérebro fica inflamado por encefalite, como os médicos chamam. Infecta células cerebrais, alterando a maneira como elas funcionam. Isso afeta várias regiões do cérebro, causando a agressão e raiva características associadas à raiva. Os cientistas acreditam que o vírus da raiva seqüestra certas vias serotoninérgicas que afetam a agressão, mas os detalhes disso não são claros. O vírus também afeta certos receptores de neurotransmissores chamados receptores de nicotinóides no cérebro e nos músculos, o que leva à paralisia muscular.

Encefalite da raiva Corpos de Negri PHIL 3377 lores

A imagem acima mostra um neurônio corado infectado com o vírus da raiva. Os círculos rosa claro vistos na imagem são aglomerados de vírus chamados corpos de Negri. (Crédito da foto: Dr. Daniel P. Perl / Wikimedia Commons)

À medida que o paciente se torna hiperativo e hidrofóbico, ele também começa a salivar – muito. O que a salivação tem a ver com a hidrofobia? Tudo. Depois de atingir o cérebro, o vírus se move para as glândulas salivares e para a saliva. Lá eles aguardam para serem transmitidos para outro host. O único problema é levar o vírus da natação da saliva para outro animal. 

O vírus da raiva é um parasita, portanto sua sobrevivência depende do salto de um hospedeiro para outro. A melhor maneira é entrar diretamente nos tecidos de uma criatura ou ser ingerido / inalado. O vírus da raiva usa o método anterior. Tudo isso leva à cena introdutória do cachorro louco. A agressão e o desejo de morder algo vivo é uma forma engenhosa de manipulação viral.

Medo da água?

Apesar de ser chamada de hidrofobia no passado, a raiva não causa um medo real da própria água. A hidrofobia é provocada pela extrema dor de engolir líquidos, e não apenas água. Portanto, a raiva não cria um medo irracional da água, pois é natural ter medo de algo que você sabe que causará dor. 

Do ponto de vista do vírus, é contra-intuitivo engolir. A saliva rica em vírus não pode infectar outro hospedeiro de dentro do intestino do primeiro hospedeiro. Manter a boca inundada de saliva dá ao vírus as melhores chances ofensivas de passar adiante. Juntamente com sintomas agressivos e hiperativos, o vírus acabará em outro hospedeiro. 

Um longo caminho a percorrer

Louis Pasteur injeta vírus da raiva no cérebro de um coelho

Louis Pasteur inoculando um coelho com o vírus da raiva. (Crédito da foto: Galeria Wellcome Collection / Wikimedia Commons)

Ainda não sabemos muito sobre raiva. Sabemos que o vírus invade as células e sabemos que chega ao cérebro. Também sabemos como o cérebro cuida de uma invasão, mas ainda falta a compreensão real da doença. Quais vias neuronais ele sequestra? Quais proteínas ele altera?

Um caso em 2011 levantou ainda mais questões. Pensa-se que a raiva tenha uma taxa de mortalidade de 100% quando o vírus atingir o cérebro. Em 2011, uma menina do ensino médio sobreviveu à raiva sem uma vacina. O médico que a tratou desenvolveu um protocolo para tentar salvá-la, e funcionou! Esse protocolo agora é chamado de protocolo de Milwaukee e revigorou a curiosidade no tratamento e na estratégia dessa doença. O tratamento foi realmente eficaz ou ela foi simplesmente infectada com uma cepa mais fraca do vírus? Tais perguntas não têm respostas fáceis. 

Referências:

  1. ScienceDaily
  2. ScienceDirect
  3. Springer
  4. Centros de Controle e Prevenção de Doenças
  5.  O BMJ
  6. A História Natural da Raiva, 2ª Edição George M. Baer
  7. Natureza
Últimos posts por Gilvan Alves (exibir todos)
Gostou? Compartilhe com seus Amigos...
<
Loading...
Comments

Deixe seu Comentário