Consumo De Alimentos Por País

4 semanas ago
101 Views
Consumo De Alimentos Por País

De acordo com a ingestão diária de calorias, a Áustria consome mais do que qualquer outro país, seguido pelos Estados Unidos. De acordo com a ingestão calórica diária, a Áustria consome mais calorias do que qualquer outro país, seguido pelos Estados Unidos. De acordo com as folhas de balanço alimentar da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), o consumo de alimentos refere-se aos alimentos disponíveis para consumo humano. As discrepâncias na quantidade real utilizada em comparação com a quantidade disponível podem às vezes ser amplas, resultando no alto nível de desperdício e perdas de alimentos que chegam às famílias em vários estágios, como armazenamento, preparação, cozimento e desperdício de pratos, entre outros. A FAO fornece a exigência diária mínima média de 1800 quilocalorias (7500 quilojoules). Enquanto a Áustria e os Estados Unidos estão no topo da tabela na ingestão diária de calorias, os países que se preocupam com o consumo médio diário por pessoa são Burundi e Eritreia.

Qual país come mais?

De acordo com o índice de consumo da FAO, de um total de 172 países, a maioria dos países desenvolvidos está no topo, com a maioria dos países do mundo em desenvolvimento na parte inferior. A Áustria teve o maior consumo médio per capita de 15.900 quilojoules entre 2006 e 2008 e, no mesmo período, os EUA tiveram um nível de consumo de 15.690 quilojoules. Por outro lado, a Eritreia no mesmo período teve um consumo dietético médio per capita de 6.650 quilojoules e o Burundi teve 7.030 kilojoules. Ao longo dos últimos 50 anos, a capita de alimentação por caloria em todo o mundo tem vindo a aumentar de forma constante, mas as tendências foram variando em diferentes regiões. Na Oceania e na Europa, o fornecimento tem sido quase constante durante os 50 anos, enquanto em outras regiões houve um aumento constante. O aumento mais significativo foi na África e na Ásia. O aumento acentuado principalmente nas regiões pobres do mundo implica que, nas últimas décadas, as tendências no fornecimento de calorias no mundo estão convergindo. Atualmente, o suprimento mundial de alimentos é mais igual no mundo do que era no século anterior e, da mesma forma, houve uma desigualdade continuamente decrescente na maioria dos países ao redor. o Globo.

Desenvolvimento econômico, suprimento de alimentos e estilo de vida

O desenvolvimento econômico está normalmente associado ao suprimento de alimentos no país e à subsequente eliminação da deficiência alimentar, melhorando, portanto, o nível nutricional geral no país. Além disso, também traz mudanças qualitativas na produção, distribuição, processamento e comercialização de alimentos. O aumento da urbanização teve um enorme impacto no estilo de vida e nos padrões alimentares dos indivíduos e nem todos são positivos. A mudança no padrão de trabalho, dieta e lazer sempre foi referida como transição nutricional e contribuem significativamente para doenças não transmissíveis emergentes em todos os países, incluindo os países pobres e em desenvolvimento. Além disso, as taxas de mudança nesses padrões estão se acelerando particularmente entre os países de baixa e média renda. A mudança nos padrões alimentares que caracterizou a transição nutricional envolveu mudanças qualitativas e quantitativas nas dietas. A mudança adversa nos padrões alimentares inclui uma mudança em direção à alta densidade energética, com um papel significativo de adição de açúcares e gorduras, alto consumo de gorduras saturadas, primário de origem animal. Por outro lado, houve redução no consumo de fibras alimentares e carboidratos complexos, redução no consumo de frutas e vegetais. Essas mudanças nos padrões alimentares e de consumo foram compostas por mudanças no estilo de vida, que incluem redução da atividade física durante o trabalho e o lazer. A mudança adversa nos padrões alimentares inclui uma mudança em direção à alta densidade energética, com um papel significativo de adição de açúcares e gorduras, alto consumo de gorduras saturadas, primário de origem animal. Por outro lado, houve redução no consumo de fibras alimentares e carboidratos complexos, redução no consumo de frutas e vegetais. Essas mudanças nos padrões alimentares e de consumo foram compostas por mudanças no estilo de vida, que incluem redução da atividade física durante o trabalho e o lazer. A mudança adversa nos padrões alimentares inclui uma mudança em direção à alta densidade energética, com um papel significativo de adição de açúcares e gorduras, alto consumo de gorduras saturadas, primário de origem animal. Por outro lado, houve redução no consumo de fibras alimentares e carboidratos complexos, redução no consumo de frutas e vegetais. Essas mudanças nos padrões alimentares e de consumo foram compostas por mudanças no estilo de vida, que incluem redução da atividade física durante o trabalho e o lazer.

Fatores que determinam padrões alimentares

A dieta em muitos países do mundo evoluiu ao longo do tempo e é influenciada por uma infinidade de fatores e interações complexas, incluindo tradições culturais, renda, preferências e crenças individuais, preços, fatores sociais, geográficos, econômicos e ambientais. Todos esses fatores, entre outros, interagem de maneira complexa e complexa para moldar os padrões alimentares de diferentes pessoas. De acordo com a FAO, a média per capita de macronutrientes de dietas como proteínas, energia e gorduras pode ser derivada de todas as commodities alimentares. No entanto, essas médias obtidas a partir de dados nacionais podem não corresponder diretamente à disponibilidade real per capita, que depende de uma série de outros fatores, como a desigualdade de acesso aos alimentos.

Qual país come mais?

A Áustria e os Estados Unidos comem mais do que qualquer outro país, com 3800 calorias e 3750 calorias, respectivamente.

Qual país come mais?

Classificação País Consumo médio diário per capita (quilocalorias)
1 Áustria 3800
2 Estados Unidos 3750
3 Grécia 3710
4 Bélgica 3690
5 Luxemburgo 3680
6 Itália 3650
7 Malta 3600
8 Irlanda 3590
9 Portugal 3580
10 Alemanha 3540
11 Canadá 3530
12 França 3530
13 Israel 3530
14 Peru 3500
15 Romênia 3490

Gilvan Alves

22 Anos de idade, Técnico em Rede de Computadores, Sempre em busca de aprender algo novo todos os Dias!

Últimos posts por Gilvan Alves (exibir todos)

Gostou? Comente e Compartilhe com seus Amigos...
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *