O que exatamente acontece quando você visita um site?

4 meses ago
154 Views
O que exatamente acontece quando você visita um site?

Embora tudo o que você precise fazer seja fazer um único clique para visitar um site, a jornada real necessária para carregá-lo abrange mil milhas e um milhão de dispositivos.

Todos nós com acesso à Internet provavelmente visitaram centenas ou milhares de sites até agora em nossas vidas. Se você está um pouco inseguro sobre o que é um site, não se preocupe…. Você está quase certamente vendo este mesmo artigo em um site. No entanto, isso não significa que você conheça a história por trás da visita a sites.

Na vida real, sua jornada leva apenas alguns segundos – a mesma quantidade de tempo que o site demora para carregar no dispositivo -, mas essa história pode ter percorrido mil milhas nesses poucos segundos. Sim, mil milhas em apenas alguns segundos! Agora, vamos desacelerar um pouco o tempo e examinar o que realmente acontece quando queremos visitar um site.

Escolha seu site

O primeiro e talvez o mais simples passo é escolher o site que você deseja visitar. Agora, vamos primeiro estabelecer o que é um site. Você já visitou o Facebook? Bem, isso é um site. Reddit? Esse é um site também. Snapchat, Instagram ou YouTube? Website, site e… outro site. Tudo que você precisa fazer é clicar no site em seus favoritos ou digite o nome do site na barra de pesquisa. É quando a mágica acontece.

O pedido

Se você ainda não sabe, a Internet funciona basicamente de acordo com o modelo cliente-servidor. Imagine que você está encomendando um Big Mac. Você pergunta a pessoa atrás do balcão por um Big Mac e ele lhe dá um. O mesmo acontece com os sites, que são armazenados em dispositivos chamados servidores.

Modelo de servidor cliente conceito e armazenamento em nuvem seguro na internet (VasutinSergey) S

O exemplo acima mostra o modelo cliente-servidor (Crédito da foto: VasutinSergey / Shutterstock)

Esses servidores podem ser armazenados em qualquer lugar do mundo. Sempre que você quiser visitar um site, seu dispositivo gera uma solicitação que será enviada ao servidor.

Agora, quando essa solicitação é feita, as coisas ficam realmente interessantes. A solicitação que fazemos a um servidor da web é obtida digitalmente na forma de um ‘pacote’ de dados. Podemos correlacionar este chamado pacote de rede a uma carta que podemos enviar a alguém. Assim como um envelope, um pacote conterá o endereço do remetente (endereço IP do dispositivo que você está usando), o endereço do destinatário (endereço IP do servidor do qual você está solicitando dados) e armazenará o endereço. pedido real dentro dele.

pacote de email

Estrutura de um pacote de rede

O pacote também contém uma espécie de selo, que é usado para verificar a autenticidade de um pacote. Com mais de um bilhão de pacotes de dados sendo transferidos pela Internet, um pacote pode perder alguns de seus dados ou os dados podem ficar corrompidos. Para o receptor certificar que os dados são autênticos e não têm erros, essa “verificação de autenticidade” é usada. Um dos métodos de verificação mais aplicados é o Cyclic Redundancy Check (CRC), que é bastante interessante. Sabemos que os dados são armazenados e salvos digitalmente como números – 0s e 1s. O CRC simplesmente adiciona o número de 1s nos dados e armazena a contagem. Se a contagem armazenada e o número de 1s recebidos pelo receptor corresponderem, o pacote é autêntico.

A transmissão

Agora que este pacote foi gerado, está pronto para ser usado. O pacote irá primeiro viajar via telefone ou cabo através de várias redes. Se você tiver uma conexão com a Internet para sua casa, você já deve saber que sua Internet passa por cabos telefônicos ou conectados à sua casa. Depois de passar por esses fios em várias redes, o pacote terminará no principal hub de Internet de sua região ou país, o que é semelhante ao seu correio local. Aqui, o endereço IP do servidor será decodificado para a área onde está localizado.

Suponha que o site que você deseja visitar tenha servidores no exterior. Assim como uma carta seria enviada de sua agência postal local para o correio local do remetente, o principal hub de Internet do seu país enviará o pacote para o hub de Internet do país onde o servidor está localizado. Esse hub da Internet finalmente enviará a solicitação ao servidor por meio de suas redes locais.

No entanto, como o pacote se movimenta de país para país? Bem, você sabia que existe uma enorme rede de fios conectando hubs de Internet em todo o mundo? Esses fios atravessam a terra, os mares e até mesmo a extensão de oceanos inteiros! Todos esses fios são cabos de fibra óptica, que podem transferir dados à velocidade da luz! Sim, eles são tão rápidos.

Mapa do mundo de cabos submarinos

A rede de cabos de fibra óptica submarinos (Crédito da Foto: Rarelibra / Wikimedia Commons)

A resposta

Depois que o servidor recebe sua solicitação, ele está pronto para enviar o site, mas o site pode consistir em texto, imagens ou vídeos grandes demais para serem enviados como um único pacote de dados. Assim, o servidor divide o site em vários pacotes de dados e os envia.

local na rede Internet

Website sendo dividido em pacotes.

Agora, esses vários pacotes fazem a mesma jornada que o pedido, mas não é necessário que todos os pacotes percorram a mesma rota. Para obter velocidades mais rápidas e não ficar preso no trânsito, cada pacote segue seu próprio caminho. Suponha que queremos enviar um site da Califórnia para Londres. Alguns pacotes podem tomar a rota direta Califórnia-Nova York-Londres, enquanto outros pacotes podem ir da Califórnia para a Carolina do Norte, para Montreal e depois para Londres. Outros pacotes podem ir para Miami e depois para Londres. O ponto é que os pacotes escolhem rotas de modo que eles atinjam seu dispositivo aproximadamente ao mesmo tempo (mais ou menos alguns microssegundos).

Agora que todos os pacotes chegaram ao seu dispositivo, tudo o que resta é a reconstrução do site, que é feita por um método chamado sequenciamento. Quando o servidor dividiu o site em vários pacotes, ele forneceu um número de seqüência para cada pacote armazenado dentro dele. Agora, seu dispositivo usa a mesma sequência para recriar o site desejado. E voilà! Você tem seu site!

Você clicou no site que queria visitar há 500 palavras atrás! O processo que acontece nos bastidores para acessar seu site dentro desses poucos segundos é simplesmente impressionante. Independentemente de onde você estiver no mundo, uma velocidade média da Internet carregará e entregará seu website em questão de segundos. Essa é a maravilha da ciência moderna. Lembre-se de uma jornada memorável da próxima vez que clicar em um link de site!

Referências

  1. Universidade de Stanford
  2. Rede de desenvolvedores Mozilla
  3. Centro de Conhecimento IBM

Gilvan Alves

22 Anos de idade, Técnico em Rede de Computadores, Sempre em busca de aprender algo novo todos os Dias!

Últimos posts por Gilvan Alves (exibir todos)

Gostou? Comente e Compartilhe com seus Amigos...
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *