O que são imunossupressores?

2 semanas ago
35 Views

Na vasta gama de medicamentos e medicamentos desenvolvidos pela humanidade, há alguns que parecem bastante contraprodutivos à primeira vista. Essas drogas inibem alguns aspectos essenciais do nosso corpo, mas ainda são usadas em larga escala em todo o mundo. Um tipo de tais drogas são imunossupressores.

Imunossupressores

Os imunossupressores são drogas que suprimem ou enfraquecem nosso sistema imunológico, como o nome indica – “imune” + “suprimir”. Esses medicamentos geralmente não são específicos e afetam o sistema imunológico como um todo, enfraquecendo-o de maneira geral. No entanto, se o nosso sistema imunológico é para nos proteger, então o uso de imunossupressores parece contra-intuitivo.

Essas drogas são usadas principalmente no caso de transplantes de órgãos e doenças autoimunes. As doenças autoimunes ocorrem quando nosso sistema imunológico começa a atacar nossas próprias células. Nesse caso, é necessário enfraquecer a reação imunológica, a fim de reduzir e controlar os danos causados ​​ao nosso próprio corpo.

No caso de transplantes de órgãos, o corpo eventualmente reconhece que o órgão não faz parte de si mesmo e o ataca. Isso leva a uma rejeição do órgão transplantado. Nesse caso, os imunossupressores são muito importantes, pois levam a uma reação mais branda do sistema imunológico. Quanto mais suave a rejeição imunológica, mais tempo o órgão transplantado pode funcionar adequadamente.

Remédio

Crédito da foto: Max Pixel

Mecanismo de imunossupressores

Diferentes tipos de imunossupressores atuam inibindo diferentes partes do sistema imunológico. A maioria deles tem como alvo os linfócitos T, uma vez que estes são os principais responsáveis ​​pela realização da nossa resposta imune mediada por células.

Drogas que se enquadram na categoria de inibidores de calcineurina têm como alvo o composto calcineurina. Este composto catalisa reações que são integrantes da ativação de nossas células T.

As células T são uma parte crítica do nosso sistema imunológico adaptativo ou adquirido. Esta é a parte mais avançada do nosso sistema e requer ativação. Portanto, o bloqueio leva a uma resposta imune suprimida, já que as células T desempenham um papel importante na rejeição de transplantes e doenças autoimunes.

Outra categoria de imunossupressores impede a proliferação ou multiplicação de nossas células T. Essas drogas visam uma proteína quinase, que é parte integrante da progressão do ciclo celular. Assim, esta abordagem também leva à supressão do sistema imunológico.

Mesa

Algumas drogas bloqueiam a proliferação de células T

Há também uma classe de medicamentos conhecidos como glicocorticoides, que inibem os genes que codificam moléculas importantes na proliferação celular (interleucinas). Estes afetam os linfócitos T e B, afetando assim a nossa imunidade humoral e mediada por células.

Anticorpos também podem ser usados ​​como imunossupressores. Eles podem ser projetados e imunizados para se ligarem a receptores específicos, bloqueando assim a produção de substâncias químicas essenciais, como as interleucinas.

Riscos

O uso de imunossupressores é essencial, principalmente nos casos de transplantes. Quase 90% dos transplantes são rejeitados sem o uso desses medicamentos. No entanto, não importa o quão essencial eles sejam, eles também têm alguns efeitos colaterais notáveis

A supressão do sistema imunológico deixa-o fraco e vulnerável. Ele se torna aberto a infecções e, às vezes, a organismos oportunistas. Estes são organismos que geralmente são encontrados em alguma parte do corpo, mas podem se tornar um incômodo em qualquer outra parte. O enfraquecimento do sistema imunológico também torna ineficiente o combate à formação de tumores benignos e malignos, levando a um aumento das chances de câncer.

rim

Os imunossupressores nos tornam vulneráveis ​​a cânceres

Sendo medicamentos potentes, esses medicamentos também podem levar a interações medicamentosas negativas se o paciente também estiver consumindo outras drogas. Portanto, cuidado deve ser tomado para garantir que tal erro potencialmente mortal não ocorra.

Os imunossupressores são uma parte importante de certos procedimentos médicos. Sem eles, realizar qualquer transplante seria quase impossível, já que o corpo começaria a rejeitar o novo órgão em questão de dias. No entanto, a imunodeficiência é o mal necessário neste cenário. Afinal, não podemos ter nosso próprio bolo e comê-lo também!

Referências:

  1. NPS MedicineWise
  2. Fundação Nacional do Rim
  3. Wikipedia.org
O que são imunossupressores?
Avalie este Post...
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Loading...

Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!