Como funcionam os Endereços IP?

1 ano ago
292 Views

Cada máquina na Internet tem um número exclusivo atribuído a ele, chamado de endereço IP. Sem um endereço IP exclusivo em sua máquina, você não poderá se comunicar com outros dispositivos, usuários e computadores na Internet. Você pode olhar para o seu endereço IP como se fosse um número de telefone, cada um sendo único e usado para identificar uma maneira de alcançá-lo e apenas você.

Endereços IPv4 e IPv6

Existem dois tipos de endereços IP que podem ser usados ​​em uma rede. O primeiro e a versão em que a Internet e a maioria dos roteadores estão atualmente configurados são IPv4 ou Internet Protocol versão 4. Esta versão usa endereços de 32 bits, o que limita a quantidade de endereços a 4,294,967,296 possíveis endereços exclusivos. Alguns desses endereços, cerca de 290 milhões, também são reservados para fins especiais. Devido ao crescimento popular da Internet, tem-se preocupado que o conjunto de endereços possíveis estivesse esgotado no futuro próximo. Com isso em mente, uma nova versão de endereços IP foi desenvolvida chamada IPv6 ou Internet Protocol versão 6, que alteraria o tamanho do endereço do endereço de 32 bits para endereços de 128 bits. Essa alteração permitiria alocações de endereço IP generosas para redes sem qualquer problema previsível com a quantidade de endereços disponíveis. Para usar os endereços IPv6, porém, roteadores e hardware existentes precisariam ser atualizados ou configurados para usar esta nova versão de endereços IP.

Como o IPv4 ainda é o mais usado, este tutorial se concentrará nessa versão dos endereços IP.

O próprio endereço

Um endereço IP sempre consiste em 4 números separados por períodos, com os números com um intervalo possível de 0 a 255. Um exemplo de como um endereço IP aparece é: 192.168.1.10

Esta representação de um endereço IP é chamada de notação decimal e é o que geralmente é usado por seres humanos para se referir a um endereço IP para fins de legibilidade. Com os intervalos para cada número entre 0 e 255, há um total de 4,294,967,296 possíveis endereços IP.

Fora destes endereços existem 3 intervalos especiais que são reservados para fins especiais. O primeiro é o endereço 0.0.0.0 e refere-se à rede padrão e ao endereço 255.255.255.255 que é chamado de endereço de broadcast. Esses endereços são usados ​​para o roteamento, que não serão abordados neste tutorial. O terceiro endereço, 127.0.0.1, é o endereço de loopback e se refere à sua máquina. Sempre que você vê, 127.0.0.1, você está realmente se referindo à sua própria máquina. Isso significa que, se você clicou neste link, http://127.0.0.1 , você realmente está tentando se conectar ao seu próprio computador e, a menos que você tenha um servidor web em execução, você terá um erro de conexão.

Existem algumas diretrizes para como o endereço IP pode aparecer. Os quatro números devem estar entre 0 e 255, e o endereço IP de 0.0.0.0 e 255.255.255.255 são reservados e não são considerados endereços IP utilizáveis. Os endereços IP devem ser únicos para cada computador conectado a uma rede. Isso significa que, se você tiver dois computadores em sua rede, cada um deve ter um endereço IP diferente para poder se comunicar entre si. Se por acaso o mesmo endereço IP for atribuído a dois computadores, esses computadores teriam o chamado conflito de IP e não poderão se comunicar entre si.

Classes de endereço IP

Esses endereços IP podem ser divididos em classes. Essas classes são A, B, C, D, E e suas possíveis gamas podem ser vistas na Figura 2 abaixo.

Classe Endereço de início Endereço final
UMA 0.0.0.0 126.255.255.255
B 128.0.0.0 191.255.255.255
C 192.0.0.0 223.255.255.255
D 224.0.0.0 239.255.255.255
E 240.0.0.0 255.255.255.255

Figura 2. Classes de endereço IP

Se você olhar para a mesa, pode notar algo estranho. O intervalo do endereço IP da Classe A para a Classe B ignora o intervalo 127.0.0.0-127.255.255.255. Isso porque esse intervalo é reservado para os endereços especiais chamados endereços Loopback que já foram discutidos acima.

O resto das aulas são alocadas para empresas e organizações com base na quantidade de endereços IP que eles podem precisar. Listadas abaixo são descrições das classes de IP e as organizações que normalmente receberão esse tipo de alocação.

Rede padrão: a rede especial 0.0.0.0 geralmente é usada para o roteamento.

Classe A: da tabela acima, você verifica que existem 126 redes de classe A. Essas redes consistem em 16.777.214 possíveis endereços IP que podem ser atribuídos a dispositivos e computadores. Esse tipo de alocação é geralmente dado a redes muito grandes, como as empresas multinacionais.

Loopback: Esta é a rede especial 127.0.0.0 que é reservada como um loopback para o seu próprio computador. Esses endereços são usados ​​para testar e depurar seus programas ou hardware.

Classe B: Esta classe é composta por 16.384 redes individuais, cada alocação composta por 65.534 possíveis endereços IP. Esses blocos são geralmente alocados para provedores de serviços de Internet e grandes redes, como uma faculdade ou hospital principal.

Classe C: Existe um total de 2.097.152 redes Classe C disponíveis, com cada rede constituída por 255 endereços IP individuais. Esse tipo de classe é geralmente dado a pequenas e médias empresas.

Classe D: os endereços IP desta classe são reservados para um serviço chamado Multicast.

Classe E: os endereços IP desta classe são reservados para uso experimental.

Transmissão: Esta é a rede especial de 255.255.255.255 e é usada para transmitir mensagens para toda a rede em que o seu computador reside.

Endereços privados

Existem também blocos de endereços IP que são reservados para uso privado interno para computadores que não estão diretamente conectados à Internet. Esses endereços IP não devem ser roteados pela Internet, e a maioria dos provedores de serviços bloqueará a tentativa de fazê-lo. Esses endereços IP são usados ​​para uso interno por redes domésticas ou domésticas que precisam usar TCP / IP, mas não querem estar diretamente visíveis na Internet. Esses intervalos de IP são:

Classe
Endereço de Início Privado
Endereço final privado
UMA
10.0.0.0
10.255.255.255
B
172.16.0.0
172.31.255.255
C
192.168.0.0
192.168.255.255

Se você estiver em uma rede privada doméstica / escritório e quiser usar TCP / IP, você deve atribuir os endereços IP de seus computadores / dispositivos a partir de um desses três intervalos. Dessa forma, seu roteador / firewall seria o único dispositivo com um verdadeiro endereço IP que tornaria sua rede mais segura.

Problemas e resoluções comuns

O problema mais comum que as pessoas têm é, por acidente, atribuir um endereço IP a um dispositivo da sua rede já atribuído a outro dispositivo. Quando isso acontece, os outros computadores não saberão qual dispositivo deve obter a informação, e você pode experimentar um comportamento errático. Na maioria dos sistemas operacionais e dispositivos, se houver dois dispositivos na rede local que tenham o mesmo endereço IP, ele geralmente irá dar-lhe um aviso de “Conflito de IP”. Se você vir esse aviso, isso significa que o dispositivo que deu o aviso, detectou outro dispositivo na rede usando o mesmo endereço.

A melhor solução para evitar um problema como este é usar um serviço chamado DHCP que quase todos os roteadores domésticos fornecem. DHCP ou Dynamic Host Configuration Protocol , é um serviço que atribui endereços a dispositivos e computadores. Você diz ao servidor DHCP qual o intervalo de endereços IP que você gostaria que ele atribuísse e, em seguida, o servidor DHCP assume a responsabilidade de atribuir esses endereços IP aos vários dispositivos e acompanhar esses endereços IP são atribuídos apenas uma vez.

Conclusão

Os endereços IP e sua função na Internet são um conceito importante para entender. Esperemos que com este tutorial você tenha uma compreensão mais firme sobre esse conceito, que deve ajudá-lo a solucionar problemas e trazer uma melhor compreensão de como a Internet funciona.

5.0
01
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
Cadastre-se Receba atualizações grátis via Email

Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *