10 fatos mais ultrajantes de Bram Stoker

2 semanas ago
36 Views

Certamente, pode haver poucas criações literárias que duraram tanto tempo e capturaram a imaginação do público como Drácula. Inspirando numerosos filmes e séries de TV, parece que todos nós amamos ter medo pelo vampiro final. A terrível contagem foi criada pelo autor Bram Stoker, que escreveu o livro do mesmo nome. Enquanto sabemos muito sobre sua criação mais famosa, pouco se diz sobre o próprio Stoker. Para um autor tão famoso, isso é estranho e algo que pode ser facilmente corrigido com um olhar através dos livros de história. 
Aqui estão dez fatos incomuns sobre o autor de Dracula:

10 – Dracula não era seu único livro

Lady of The Shroud

Lady of The Shroud

Embora muitas pessoas só o conheçam para Dracula, essa não era sua única novela. Stoker era de fato um escritor bastante proficiente que tinha vários outros títulos a seu nome. Livros como Lady Athlyne e The Lady of The Shroud mostraram seu estilo de escrita com grande efeito e asseguraram que ele deixasse um legado literário bem atrás.
Curiosamente, nem sempre foi horror que Stoker escreveu sobre, mas uma parte justa de sua saída estava nessa área. Embora ele escrevesse 12 outros romances, Dracula era o seu mais famoso de longe, e a maioria das pessoas se associava a ele.

09 – Ganhou um diploma em matemática

Trinity College

Trinity College – Por Pilgab (Trabalho próprio (imagem própria)) [ GFDL ou CC BY-SA 3.0 ], através do Wikimedia Commons

Ao sair da escola, Stoker se inscreveu para estudar no Trinity College em Dublin, Irlanda. Um aluno muito brilhante, Stoker foi conhecido por sua habilidade e trabalho duro ao estudar lá. Ele completou 6 anos completos de 1864 a 1870 antes de sair com a BA Mathematics.
Além disso, seus estudos, Stoker era um membro ativo do corpo estudantil, sendo ambos presidente da Sociedade de Filosofia Universitária e auditor da College Historical Society. Parece que Stoker também estava interessado em esportes enquanto estava na universidade e se tornou um dos melhores atletas no campus.

08 – Após o Grau Ele se mudou para Londres

Bram Stoker

Bram Stoker – Por FluoritLaufer (Trabalho próprio) [ CC BY-SA 3.0 ou GFDL ], através do Wikimedia Commons

Em 1878, depois de trabalhar por alguns anos como crítico de teatro do Dublin Evening Mail, Stoker conheceu Florence Balcombe. Uma beleza famosa na Irlanda, a vitória da mão de Florença foi um golpe para Stoker, pois Oscar Wilde também estava perseguindo suas afeições. Stoker eventualmente ganhou seu coração e eles logo se casaram.
Após o casamento, o casal decidiu se mudar para Londres para continuar sua vida juntos. Eles ficaram felizes e tiveram um filho juntos, Irving. Também ajudou a carreira literária de Stoker a se basear na capital da Inglaterra.

07 – Ele foi assistente de Henry Irving

Henry Irving

Henry Irving – Reginald Grenville Eves [Domínio público], através do Wikipédia Commons

Henry Irving estava vivo ao mesmo tempo que Stoker e era um ator muito popular e respeitado. Fortune sorriu um pouco sobre Stoker quando escreveu uma crítica divertida durante seu tempo no Dublin Evening Mail do Irving’s Hamlet. O casal logo se tornou um amigo firme depois disso e Irving fez de Stoker seu assistente pessoal depois que o irlandês mudou-se para Londres.
Stoker também se tornou gerente de negócios do Lyceum Theatre em Londres, que Irving possuía. Não só isso lhe deu uma renda constante para financiar seus esforços de escrita, mas também permitiu que Stoker se dedicasse ao seu amor pelo teatro.

06 – Ele conheceu muitas pessoas famosas da época

Arthur Conan Doyle

Arthur Conan Doyle – Por Walter Benington (RR Auction) [Domínio público], através do Wikimedia Commons

Conforme mencionado acima, o chefe da Stoker e o amigo Henry Irving eram uma figura muito bem conectada e influente em Londres na época. Através de Irving, Stoker conheceu muitas pessoas famosas da alta sociedade, como Sir Arthur Conan Doyle e James Abbot McNeill Whistler. Isso ajudou Stoker muito a obter suas novelas vistas pelas pessoas certas e publicadas.
Na verdade, através da sua amizade com Irving, Stoker tornou-se uma figura bastante poderosa também dentro da sociedade londrina. O Lyceum era indiscutivelmente o teatro mais popular da época e Irving, o ator mais famoso, que todos atribuíam certo status ao irlandês.

05 – Stoker Was A Sickly Child

Abadia de Whitby

Whitby Abbey – Por Chris Kirk (Whitby Abbey 1) [ CC BY 2.0 ], através do Wikimedia Commons

Durante os anos de sua infância, Stoker era uma criança doentia que estava na maior parte do quarto. A natureza exata da doença nunca foi encontrada e, em vez disso, ele passou a maior parte de sua juventude a se recuperar do que o afetava. Curiosamente, ele se recuperou quase da noite para poder candidatar-se e frequentar a universidade no Trinity College em Dublin.
Alguns sugeriram que este período de sua vida é o que informou algumas das histórias e idéias para Dracula. É relatado que sua mãe entreteria um jovem foguista com contos de fantasmas e ghouls da história irlandesa para manter seus espíritos, o que também foi útil ao escrever o romance.

04 – A família Stokers teve um passado macabro

The Lair Of The White Worm

The Lair Of The White Worm

Talvez esse fato tenha ajudado quando Stoker estava buscando idéias para suas novelas, como Dracula e The Lair Of The White Worm. Parece que a linhagem da familia Stoker foi bastante horrível e incluiu personagens muito incomuns. Isso foi particularmente verdadeiro para um antepassado do lado da mãe da família.
Parece que Stoker foi relacionado por seu lado materno ao antigo xerife de Galway. Dizem que este foi o xerife que enforcou seu próprio filho quando foi preso cometer erros. Obviamente, este foi um excelente material para que Stoker ligue quando ele também precisa!

03 – Stoker usou a história irlandesa para Dracula

Drácula

Dracula – Por Screenshot de “Internet Archive” do filme Dracula (1931) ( http : // www . Archive . Org / details / Dracula1931 – Trailer ) [Public domain], por Wikimedia Commons

Como todos sabemos, a principal inspiração para o seu romance mais popular foi tirada da Europa Oriental e da Transilvânia. O conto do sedento de sangue Vlad, o Impaler, pensou ter feito uma impressão duradoura sobre Stoker quando ele o ouviu e encontrou sua saída em seu livro.
Alguns, no entanto, também apontaram as influências de horror irlandês menos conhecidas em Drácula. Stoker escondeu as referências irlandesas bem, mas alguns dizem que a história principal é tirada diretamente da tradição irlandesa e do personagem de Manus the Magnificent.

02 – Conheceu dois presidentes americanos

Teddy Roosevelt

Teddy Roosevelt – By MP Rice [Domínio público ou domínio público], através de Wikimedia Commons

Parte do emprego de Stoker com Irving era viajar com o ator quando ele fazia emprego no exterior. Na verdade, pensa-se que uma dessas viagens para os Balcãs na Europa é onde ele ouviu pela primeira vez sobre o Vlad, o Impaler. Irving foi extremamente popular tanto na América como na Inglaterra e fez muitas viagens aos EUA como resultado.
A vantagem de ser associada tão intimamente com alguém como Irving foi que você recebeu convidados para lugares como a Casa Branca. Stoker encontrou dois presidentes americanos diferentes em William McKinley e Teddy Roosevelt enquanto estava no exterior com Irving.

01 – Suas cinzas estão em exibição no Crematório Verde de Golder

Golds Green Crematorium

Golders Green Crematorium – Por Dadamax (Trabalho próprio) [ CC BY-SA 3.0 ], através do Wikimedia Commons

Stoker levou uma vida cheia, mas finalmente morreu em 1912 em casa depois de sofrer uma série de golpes. A natureza exata da morte tem sido uma causa de especulação com alguma atribuição a sífilis terciária ou excesso de trabalho excessivo.
De acordo com seus desejos, Stoker foi cremado, e suas cinzas foram colocadas em exibição no Crematório Verde de Golder, no norte de Londres. Como interessante, as cinzas de seu filho também foram exibidas na mesma urna, após sua morte em 1961. Por algum motivo, as cinzas da esposa Florença não entraram na urna da família. O dela estava espalhado no Jardim de Reposição quando morreu mais tarde.

Como você pode ver, a vida do autor Dracula Bram Stoker é quase tão interessante como o seu livro mais famoso. Desde a doença da infância até o estudo bem sucedido no Trinity College e a fama literária além disso, Stoker teve uma vida mais fascinante. Um nome notável na sociedade londrina, ele também teve conexões e amizades com muitos dos maiores nomes da época. Se você nunca leu nenhum dos outros livros, vale a pena conferir, pois todos têm o mesmo traço fabuloso e estilo de escrita como Drácula.

10 fatos mais ultrajantes de Bram Stoker
Avalie este Post...
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!