As 10 Tradições mais inacreditáveis ​​de todo o mundo

2 meses ago
86 Views

Agora, num mundo em que os guerreiros da justiça social assalta as ruas como soldados e escolhas e opiniões humanas é a razão por trás de cada ação, é quase impossível imaginar de acordo com um sistema ou cultura que impõe tradições desafiadoras e muitas vezes dolorosas ao seu povo. Mas, como você sabe, ainda existem muitos que praticam comportamentos societários que são muito difíceis de imaginar.Abaixo estão algumas das tradições mais inacreditáveis ​​de todo o mundo.

10 – Seqüestro de noivas (Romani)

Seqüestro de noivas

Seqüestro de noivas – I, Anglos [ GFDL , CC-BY-SA-3.0 ou CC BY-SA 2.5-2.0-1.0 ], através do Wikimedia Commons

Embora a prática do roubo de noivas não seja universalmente aceita pela cultura romani, certamente se tornou uma tradição que deve reconhecer. Dizem que os principais motivos por trás da prática é evitar os altos custos de casamentos e / ou evitar o arranjo conjugal forçado a crianças por seus pais.

09 – P * nis Festival ou Kanamara Matsuri (Japão)

Kanamara Matsuri

Kanamara Matsuri – Por Saya M. (Flickr) [ CC BY-SA 2.0 ], através do Wikimedia Commons

Todo verão em Kawasaki, os indivíduos do Japão reúnem o que muitos chamam de “Festival dos P * nis” no Santuário de Kanayama. A tradição foi criada por causa da crença de que um demônio de dentes afiados já vivia na vila de uma mulher com quem ele se apaixonara e mordia os pinos de qualquer homem que ousasse penetrá-la. Naturalmente, seu único propósito tornou-se derrotar o demônio e pediu que um phallus de metal fosse feito para quebrar os dentes. O falo metálico foi reverenciado pelos crentes e até hoje é reconhecido pela cultura japonesa.

08 – Baby Tossing (Índia)

Baby Tossing

Baby Tossing

Apesar dos óbvios perigos que vêm junto com lançar um bebê do telhado de um templo, muitos pais hindus e muçulmanos se empenhariam ansiosamente na cerimônia. A cerimônia ocorre em qualquer lugar entre infância e 3 anos de idade e foi praticada há pelo menos 700 anos. O ritual certamente causou indignação entre índios e estrangeiros, mas é dito que o costume trará a sorte, a felicidade e um futuro frutífero da criança.

07 – Sokushinbutsu (auto mumificação no norte do Japão)

Sokushinbutsu

Sokushinbutsu

Interpretado por Monges budistas Shugendō, a auto mumificação foi considerada um ato de iluminação e não uma forma de suicídio. Os monges começariam a viagem (um que poderia durar até 10 anos!) Consumindo uma dieta que consistia puramente em nozes, sementes e cascas. A água seria lentamente removida da dieta e os monges budistas morreriam de fome em uma pose meditativa.

06 – S * icide by Fire (Tradição Sati da Índia)

sati-tradição

O uploader original foi Brian0324 na Wikipedia em inglês [Public domain], através do Wikipédia Commons

A tradição Sati das mulheres hindus é o ato de se comprometer com o fogo na pira do marido morto. Traduzindo de sânscrito e hindi, o termo significa boa mulher, como se acreditava ser um ato nobre que mostrava grande devoção e honra. Apesar de ter sido banido pelas autoridades coloniais britânicas em 1829, ainda existem casos em que as mulheres são atormentadas pelo peso da desgraça mal colocada, canalizando-as para essa conclusão escaldante.

05 – Castração dos Pênis (Eunucos da China Antiga)

Eunucos da China antiga

Eunucos da China antiga – Por artista do túmulo Tang-era desconhecido [Domínio público], através do Wikimedia Commons

Os eunucos na China antiga eram homens que muitas vezes eram instados a fazer castração por membros da família na tentativa de ganhar poder influente ao servir como a mão direita para o Imperador. Os homens eram proibidos com base na Cidade Proibida (o palácio imperial chinês), de modo que os eunucos em breve iriam cortar toda a genitália, concedendo-lhes acesso a informações exclusivas com a esperança de elevar seu status social.

04 – Masturbação Cerimonial (Ancient Eygypt)

Ancient Eygypt

Ancient Eygypt – By Anonymous Artista (s) do túmulo egípcio [Public domain], por Wikimedia Commons

Na tentativa de nutrir o Nilo com a vitalidade da vida, os homens se masturbariam ritualmente no rio Nilo com a esperança de que isso resultaria em um ano de prosperidade e culturas generosas. Os egípcios sentiram-se fortemente em relação à sexualidade e até acreditavam que o Deus Atum criou o universo com sua ejaculação! Não só acreditavam ser nutridos e se contorcendo com a vida, eles acreditavam que era um ato divino que poderia causar resultados milagrosos.

03 – Foot Binding (Mulheres da China Imperial)

Passo obrigatório

Foot Binding – Veja a página do autor [ CC BY 4.0 ], através do Wikimedia Commons

A ligação ao pé, que se acredita ter se originado nos bailarinos do tribunal da classe alta durante a Dinastia Song, é o ato de amarrar o pé com tanta força que qualquer outro crescimento é atrofiado. Embora já não seja praticado, durante seu tempo de popularidade rapidamente se tornou um símbolo de riqueza e beleza, forçando muitas mulheres chinesas a se sentir obrigadas a replicar o ato.

02 – Bebê de sémen (tribo Etoro de Papua Nova Guiné)

Etoro Tribe

Etoro Tribe

No Monte Sisa existe uma tribo conhecida como as pessoas Etoro que cometeram, o que muitos considerariam, um ato insondável. Durante os anos de adolescência, ele deve consumir o sêmen de seus anciãos. Acredita-se que essa prática assegure vitalidade, força, resiliência e crescimento. As pessoas de Etoro consideram o fluido seminal como uma espécie de elixir de vida e continuam a praticar a tradição com os filhos do sexo masculino da sua tribo.

01 – Finger Cutting (Dani Tribe of Papua New Guinea)

Dani Tribe

Dani Tribe – Por Paul de Trabalhar e morar em Jayapura (província de Papua) e Jacarta, Indonésia (Kurulu Village War Chief Baliem Valley – Papua) [ CC BY 2.0 ], através do Wikimedia Commons

A tribo Dani, localizada principalmente nas terras altas centrais de Papua Nova Guiné, continua a praticar uma tradição muito dolorosa. Em um esforço para transmitir a sua devoção inquebrável, dor e unidade genealógica, os familiares imediatos de uma pessoa que passou passaram voluntariamente um dos dedos. O ato costumeiro é freqüentemente realizado pelas mulheres da família, mas não é incomum para os homens. O ritual tornou-se relativamente raro devido à sua proibição, mas ainda é praticado por tribos que desejam honrar sua herança.

As 10 Tradições mais inacreditáveis ​​de todo o mundo
Avalie este Post...
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido!!