Entretenimento

As 10 criaturas mais perigosamente bonitas

Muitas vezes, quando pensamos em animais perigosos, certas características sempre vêm à mente. As garras afiadas e as grandes presas ligadas a uma besta intimidante e rosnada parecem encarnar prontamente os membros mais letais do reino animal. Raramente imaginamos um urso de pelúcia com olhos tristes ou um pequeno peixe deformado, mas os animais desta lista são tão perigosos e às vezes mortais que são fofos.

 Vamos mergulhar e descobrir por que você pode querer segurar os abraços para esses dez criadores loucamente inocentes.

10 – Rat manado (Lophiomys imhausi)

Maned Rat – Foto de Rhabwar-Troll-stock

Também conhecido como o Rato com crista, esse pequeno roedor que se parece muito com um porco-espinho menor é encontrado espalhado por toda a África Oriental. Crescendo 53 cm de comprimento e exibindo um penteado distintivo, este pequeno membro da ordem de Rodentia encontrou uma maneira única de evitar que potenciais predadores fizessem uma refeição rápida dele. Os ratos manados têm a rara distinção de ser um dos únicos ratos venenosos encontrados no mundo. Embora não tenha entendido completamente como esse comportamento evoluiu, os membros da espécie procuram inerentemente Acokanthera schimperi, também conhecido como Poison de Bushman e casaco de peles na seiva de arbustos venenosos. A casca do arbusto é mastigada, liberando o composto tóxico na saliva, que é então aplicada na canela de ratos como peles.

09 – Pitohui com capuz (Pitohui dichrous)

Pitohui com capuz – By markaharper1 (Hooded Pitohui) [ CC BY-SA 2.0 ], através do Wikimedia Commons

Este nativo de Papua Nova Guiné compartilha uma característica distinta com outro membro nesta lista, o sapo de dardo venenoso. Derivado de uma dieta composta de besouros de choresina, a plumagem preta e laranja do Pitohui é revestida com uma neurotoxina que pode causar paralisia e morte em grandes quantidades suficientes. Qualquer um com azarão suficiente para tocar um imediatamente sentirá os efeitos da toxina e disse que alguns pássaros podem envenenar as pessoas simplesmente entrando nas proximidades. Este pássaro comumente encontrado é um dos poucos membros venenosos da classe Aves.

08 – Boxfish amarelo (Ostração cubicus)

Boxfish amarelo – Foto de zsispeo

O Boxfish amarelo estranhamente moldado e apropriadamente chamado está intimamente relacionado com o peixe soprador, embora não tão mortal. Crescendo até 45 centímetros, este peixe tanque comum é procurado por sua coloração única e aparência bonita. Os colecionadores amadores logo descobrem por que este peixe é melhor manter a calma e longe de companheiros de tanques mais agressivos. Quando assustado, o peixe box secreta uma nuvem de veneno que pode derrubar os glóbulos vermelhos de qualquer seriam predadores ou moradores de tanques infelizes. Não é incomum para os entusiastas que não se exercitam com cuidado para encontrar um tanque cheio de peixes exóticos flutuantes quando um peixe-gato alarmado envenena a água.

07 – Choppambault Flamboyant de Pfeffer (Metasepia pfefferi)

Chibi Flamboyant – Por Silke Baron de Viena, Áustria (Flamboyant Cuttlefish) [ CC BY 2.0 ], através do Wikipédia Commons

O choco dimunitivo e de cores vivas tem a preferência única por passar seus dias “andando” ao longo do fundo do oceano em oposição a outros membros da ordem de Sepiida. Ganhando o nome flamboyant, este animal tem a capacidade de mudar as cores e as texturas da pele em muitas vezes exibirá tons profundos de laranja, rosa e branco. Embora apenas cresça até 8 cm, M. pfefferi é altamente tóxico e contém uma neurotoxina que ataca sistemas vitais dentro do corpo. Para o seu tamanho, é capaz de matar um homem totalmente adulto com bastante rapidez se o seu veneno entrar no corpo.

06 – Puffer Fish (Tetraodontidae)

Tetraodontidae – Por Brocken Inaglory (Trabalho próprio) [ GFDL , CC-BY-SA-3.0 ou CC BY-SA 2.5-2.0-1.0 ], através do Wikimedia Commons

Esta família de peixes é nomeada por seu mecanismo de defesa distinto. Quando ameaçaram, eles tomam água e ar para balançar até três vezes o tamanho normal. Variando em coloração e características, os peixes salteados compartilham uma toxicidade comum encontrada em toda a família. Porções do peixe contêm uma tetrodotoxina altamente mortal que dificulta a capacidade do corpo de enviar e receber sinais elétricos de nervos aos músculos causando paralisia e insuficiência respiratória. A morte geralmente pode ocorrer em apenas vinte minutos de exposição. Isso não impediu alguns de buscar o peixe como uma delicadeza mortal. Famosamente servido na carne de peixe japonesa, ou fugu, está preparado em alguns estabelecimentos de sushi para qualquer pessoa que esteja disposta a arriscar a chance de morte para saborear esse jantar perigoso.

05 – Platypus de pato (Ornithorhynchus anatinus)

Platypus – By Klaus (Flickr: Wild Platypus 4) [ CC BY-SA 2.0 ], através do Wikimedia Commons

O ornitorrinco parece mais uma brincadeira cruel do que um animal real e está em uma categoria por si só. Esses mamíferos aquáticos de aparência estranha não são apenas um dos dois mamíferos que se reproduzem por ovos mentirosos, mas também são venenosos. O ornitorrinco masculino tem farpas localizadas nos pés traseiros que são usadas para infligir picadas dolorosas. Em comparação com a sensação de ser filmado, os platypodes, como eles são corretamente referidos em números, oferecem a qualquer um que fique um pouco perto de um lembrete doloroso para respeitar seus estranhos limites.

04 – Golden Poison Frog (Phyllobates terribilis)

Golden Poison Frog – Por Wilfried Berns [ CC BY-SA 2.0 de ], através do Wikimedia Commons

O pequeno anfíbio nativo da Colômbia é mais conhecido como um sapo de dardo venenoso dado o uso por nativos de produzir acessórios de caça mortais. A pele deste pequeno sapo contém uma potente batraxotoxina que desabilita a capacidade do corpo de transmitir sinais nervosos, muitas vezes levando à morte por insuficiência cardíaca. Acredita-se que a toxina poderosa seja derivada da dieta do sapo, pois aqueles que ficaram em cativeiro lentamente perdem sua toxicidade ao longo do tempo.

03 – Dragão Azul (Glaucus atlanticus)

Blue Dragon – Por Sylke Rohrlach de Sydney (Blue dragon-glaucus atlanticus) [ CC BY-SA 2.0], através do Wikimedia Commons

Esta linguga de mar enganamente linda só cresce 2,5 cm, mas certamente é tão perigosa quanto sedutora. Passando a maior parte de sua vida flutuando ao longo das correntes oceânicas de cabeça para baixo, o dragão azul costa o mar comendo qualquer medusa sem sorte o suficiente para atravessar seu caminho. Conspirando ativamente as células picantes de sua presa, o Blue Dragon concentra as toxinas encontradas nos nematocistos e as armazena nos longos apêndices que fluem aos seus lados. O contato com os dedos picantes da margem causa dor imensa e pode levar ao dano permanente das células da pele.

02 – Ocular azul do anel (Hapalochlaena)

Blue Dial Octopus – Por Jens Petersen (Trabalho próprio) [ GFDL , CC-BY-SA-3.0 ou CC BY 2.5], através do Wikimedia Commons

Os membros deste gênero cefalópodo são reconhecidos como sendo uma das criaturas mais mortíferas do mundo, apesar do seu pequeno tamanho e comportamento passivo. Comumente encontrado nos recifes em torno da Austrália, o polvo de tamanho de bola de golfe gasta seus dias procurando pequenos caranguejos e peixes usando uma neurotoxina mortal que pode matar um humano totalmente crescido muito rapidamente. O veneno é introduzido através de uma pequena mordida que muitas vezes não é sentida pela vítima sem sorte. Em momentos de dormência, fraqueza muscular, náuseas, vômitos e complicações respiratórias atingem a vítima muitas vezes sem aviso prévio. Envenenamento grave pode causar insuficiência respiratória completa e morte.

01 – Loris lento (Nycticebus coucang)

Loris lento – Por David Haring / Duke Lemur Center (email) [ CC BY-SA 3.0 ], através do Wikimedia Commons

Famosa por sua natureza inquisitiva, olhos grandes e movimento lento, os loris lentos são essencialmente um urso de pelúcia vivo. Os vídeos são abundantes dessas criaturas fazendo cócegas, segurando guarda-chuvas em miniatura ou comendo alegremente bolas de arroz. Embora pareça ser a melhor substituição para a sua coleção de animais recheados, essas criaturas gentis são, na verdade, os únicos primatas venenosos. Sob o cotovelo do lento loris é uma pequena glândula que produz uma toxina que é usada para afastar os predadores. Os loris lentos frequentemente misturam a substância em sua pele e saliva para entregar mordidas dolorosas que podem causar a morte por choque anafilático. Isso torna os Loros lentos tão perigosos quanto fofos.

Compartilhar
Gilvan Alves

23 Anos de idade, Técnico em Rede de Computadores, Sempre em busca de aprender algo novo todos os Dias!

Este site usa cookies.